Saúde

CHINELOS

tamba-budiarsana_pexels
tamba-budiarsana_pexels

Uso prolongado pode levar a lesões 

Nada mais agradável do que tirar um sapato apertado ou fechado e colocar um chinelo. Porém, mesmo que pareçam ser confortáveis, chinelos e rasteirinhas podem ser muito prejudiciais para a saúde dos pés. 

 

O chinelo e as sandálias abertas, em geral, podem até ser uma boa escolha para ir à piscina ou praia. Entretanto, no dia a dia, o ideal é optar por outro tipo de calçado. 

 Segundo Walkíria Brunetti, fisioterapeuta especialista em Pilates, os chinelos e rasteirinhas não oferecem nenhum suporte para o arco do pé. “A sola desses calçados deixa os pés planos, o que não é ideal. A pisada de quem caminha de chinelos impacta em uma pressão mais intensa no tecido plantar, que conecta os dedos dos pés ao calcanhar. Isso aumenta o risco de desenvolver a fascite plantar, por exemplo”. 

 “Quando você usa um chinelo, há um esforço importante dos dedos para não o perder durante a caminhada. Essa curvatura dos dedos para dentro, por tempo prolongado e de forma repetitiva, pode causar uma tendinite, além de dores nos pés, quadris e região lombar” 

Lembrando ainda que o risco de torções aumenta muito, já que o chinelo não oferece nenhuma proteção ou estabilidade na caminhada, reforça Walkíria. 

 Além dos problemas musculoesqueléticos, o uso de chinelo aumenta o risco de lesões em geral, como pisar em vidros, pregos, animais peçonhentos, bem como de se contaminar e desenvolver doenças de pele. 

  

Quarentena de chinelos 

 Os chinelos são um dos calçados mais populares no Brasil. Praticamente, fazem parte da cultura nacional e viraram até brinde para estrangeiros. “E na pandemia, certamente, foram o calçado de escolha nos períodos mais restritivos, em que todos precisaram ficar em casa. Mas, o conforto, nesse caso, é inimigo da saúde musculoesquelética”, comenta Walkíria.   

  

Mudança de hábitos 

 Apesar do chinelo ser o queridinho do verão e do conforto em casa, Walkíria reforça que é preciso optar por calçados mais adequados, dependendo da ocasião. “Os chinelos devem ser reservados para ambientes como piscina, praia e, eventualmente, para ficar em casa”.  

Vale lembrar ainda que se a pessoa for fazer uma caminhada na praia, é preciso usar uma papete ou tênis, principalmente na prática de corrida”, reforça a especialista.   

  

Recomendações 

 Use o chinelo apenas em ocasiões como ir à praia, piscina ou para usar dentro de casa (mas não por tempo prolongado) 

 Prefira os modelos que ofereçam suporte para o arco do pé 

 Jamais conduza um veículo de chinelo, pois aumenta o risco de acidentes e é proibido pela legislação de trânsito 

 Para as mulheres a dica é optar por sandálias com salto de 3 a 4 cm. O modelo Anabela é uma ótima ideia também 

 Os homens podem optar por papetes 

 As crianças podem usar papetes ou sandálias fechadas na frente 

 Para esportes, como andar de bicicleta ou patinete, o ideal é calçar tênis 

Atualmente, é possível encontrar sandálias, tênis e até sapatos mais sociais com um solado chamado de flatform. Normalmente, eles são retos e têm uma altura de cerca de 3 a 4 cm. Algumas marcas são feitas pensando no conforto, e, portanto, são uma ótima escolha tanto para ficar dentro de casa, quanto para sair. 

 

 

Matéria publicada na edição 54 do Guia da 3ª Idade