Em outras palavras

José Saramago

© ilustração/armazémdecriativos
© ilustração/armazémdecriativos

“Eu ia muito à ópera no São Carlos, no Teatro de Ópera de Lisboa. E ia sempre lá pro  galinheiro, lá pra parte de cima. De onde via uma coroa, quer dizer, o camarote real começava embaixo e ia até lá em cima e fechava com uma coroa dourada enorme. Coroa essa  que vista do lado da plateia e do lado dos camarotes era uma coroa magnífica. Do lado onde nos estávamos, não era. Porque a coroa só estava feita entre as quartas partes; e era oca; e tinha teias de aranha; e tinha pó. Isso foi uma lição que eu nunca esqueci. Para conhecer as coisas, há que dar-lhes a volta.

Dar-lhes a volta toda.”

José Saramago,
Premio Nobel de Literatura, o primeiro atribuído a um escritor em língua portuguesa
Citado por André Kassu, (Meio & Mensagem: 14/set/2015)

O texto está no documentário “Janela da Alma”, dos diretores João Jardim e Walter Carvalho

Sobre o autor

Guia da 3a Idade

Tudo para 3a Idade em um único lugar. Saúde, Finanças, Geração 50+, Entretenimento e Diversão, Moradia, Agenda, Produtos, Guia de Viagem e muito mais.